SZN 3 / Week 4

VOUS Crew

Pastor Rich Wilkerson Jr.

Aqui Para Isso: O Método de Jesus

Palavra

LUCAS 7:33-35

33. João Batista jejua e não bebe vinho, e vocês dizem: “Ele está dominado por um demônio.” 34. O Filho do Homem come e bebe, e vocês dizem: “Vejam! Esse homem é comilão e beberrão; é amigo dos cobradores de impostos e de outras pessoas de má fama.” 35. Mas aqueles que aceitam a sabedoria de Deus mostram que ela é verdadeira.

REFERÊNCIAS:  LUCAS 19:10, ROMANOS 12:13, 1 PEDRO 4:8-9, 1 TIMÓTEO 3:1-7

Ideia Principal

Muitas de nós esperam nunca serem pegas bêbadas, traindo, apunhalando o outro pelas costas, agindo de forma violenta ou sedentas por dinheiro; todas essas ações são “bandeiras vermelhas”, sinais de pecado na nossa caminhada cristã. Mas nós não apontaríamos o fato de não sermos hospitaleiros como uma bandeira vermelha também. Mesmo sendo um sinal muito mais sutil, o mandamento de hospitalidade pode ser um desafio e tanto para nós se não formos intencionais em seguir a liderança de Jesus e amar uns aos outros. A hospitalidade radical era a essência da missão de Jesus e o centro do seu método de evangelismo. Ele não compartilhou suas refeições só com seus discípulos, mas também com aqueles que estavam condenados pela sociedade como desprezíveis, más influências, de baixa moral e deploráveis. Através da história, as refeições foram usadas para separar as pessoas, mas Jesus as usou para guia-las e mostrar o caminho até o seu reino, uma refeição de cada vez. Partir o pão ou compartilhar o evangelho com a sua família, tribo ou grupo de amigos, pode ser algo fácil para gente, vem naturalmente, mas quando convidamos o “de fora” para sentar na nossa mesa é quando verdadeiramente imitamos o coração de Jesus. Aí então nós entenderemos que a verdade realmente fica melhor com uma refeição.

Ser hospitaleiro é o que transforma o estranho em um amigo.

1. O Método do Serviço

O método de evangelismo de Jesus, dá ênfase à hospitalidade ao servir outros onde quer que eles estejam. Ele usou refeições como um meio para chamar as pessoas até Ele. Usar essa forma de serviço nos permite descobrir exatamente o que os outros precisam e ser uma mão amiga. Quando fazemos coisas ordinárias, elas têm implicações sobrenaturais.


“Repartam com os irmãos necessitados o que vocês têm e recebam os estrangeiros nas suas casas.” —Romanos‬ 12:13‬ NTLH

Encontre pessoas exatamente onde elas têm mais necessidade através da hospitalidade.
Se você quer liderar, você precisa abrir a sua vida, a sua casa e seu coração.
A vontade de Jesus em passar tempo com os “de fora” prova que a hospitalidade requer empatia e amor.

Se você se importa com a eternidade de alguém, mostre à eles servindo suas realidades.

Como a hospitalidade de alguém já tocou seu coração?

2.  O Método da Conversa

Enquanto seus sermões eram um catalisador para troca de novas ideias e pensamentos, Jesus impactou o mundo através do simples ato da conversa. Quando convidamos pessoas para comer e beber, nós abrimos a porta para irmos mais fundo e sermos vulneráveis uns com os outros. Jesus era bem-sucedido em seu método de criar um lugar seguro para compartilhar o evangelho, mudando radicalmente o mundo, uma conversa de cada vez.

Continuem a amar uns aos outros como irmãos em Cristo. Não deixem de receber bem aqueles que vêm à casa de vocês; pois alguns que foram hospitaleiros receberam anjos, sem saber.” —Hebreus 13:1-‬2 NTLH

Não foram os sermões que mantiveram a igreja crescendo, foram as conversas sobre Jesus.
Mudanças que duram a vida toda acontecem e são mantidas através das conversas em comunidade.
Nós podemos inspirar pessoas a chegarem mais perto de Deus enquanto nos reunimos em volta da mesa de jantar.

Sermões não mudam pessoas, conversas sim.

Compartilhe uma conversa recente que você teve sobre Jesus, o que você conversou e como isso causou um impacto?

Conclusão

Hospitalidade vem da raiz da palavra hospital. Não é de se espantar que Jesus tenha dito aos seus discípulos “pessoas saudáveis não precisam de médico, pessoas doentes sim.” Jesus sabia que compartilhar as refeições era a melhor ferramenta para construir vulnerabilidade e transparência. O Evangelho de Lucas conta mais de 50 vezes que Jesus estava ou indo comer em algum lugar, ou comendo em algum lugar ou saindo de algum lugar que ele estava comendo. Jesus se interessava pelos assuntos do seu Pai que era curar os que estavam doentes e quebrados. Mesmo nos seus momentos finais na Terra, Ele teve tempo de compartilhar uma última refeição com aqueles que Ele sabia que precisariam ser fortificados para os dias que viriam. Da mesma forma, a Igreja é o hospital para aqueles que estão quebrados, machucados e perdidos. A Igreja é o hospital e Jesus é o médico. Nossa fé em Jesus não é uma muleta para nos apoiarmos, mas Ele é a maca que nos carrega por todo o caminho enquanto nós vivemos nossas vidas para encontrar e servir o perdido.

Chamada Para A Ação

Seja o anfitrião para alguém que precisa de refúgio; o refúgio é o amor de Jesus. Convide eles para compartilhar uma refeição com você e comece uma conversa que levará eles até Jesus.

Anúncios

Domingos na VOUS

Church Online

Horários dos cultos - 11AM / 13PM / 6PM Espanhol